“Detetives de Festas” serão enviados por Ibiza; entenda

Ibiza Beach Party - Crédito Foto Rukes.com

Autoridades espanholas procuram jovens de 30 a 40 anos para se infiltrarem em ‘festas ilegais’

O governo espanhol está tentando contratar “detetives” estrangeiros para se infiltrar em grupos ilegais em Ibiza, onde os casos de Covid-19 estão aumentando.

Detetives de Festas” serão procurados para ajudar a polícia e convidados a se juntar a raves ilegais vestidos à paisana, onde irão relatar qualquer coisa que viole as restrições locais de bloqueio às autoridades oficiais.

Os casos positivos em toda a Espanha têm caído constantemente desde a semana passada, mas nas Ilhas Baleares, um grande aumento está atualmente ameaçando o bloqueio contínuo da Espanha. Autoridades espanholas acreditam que isso esteja ligado a festas ilegais ocorrendo em Ibiza.

O distrito das festas foi quase todo fechado durante o curso da pandemia. Alguns clubs conseguiram reabrir com pistas de dança ao ar livre e limites de capacidade, bem como restrições mais rígidas, mas o ponto turístico permanece predominantemente fechado.

Alegadamente, ocorreram festas ilegais em toda a ilha durante todo este tempo, onde as restrições agora podem levar os organizadores de destas a multas de até € 600.000 (cerca de R$ 3,6 milhões de reais). Novas regras foram postas em prática nas semanas anteriores, que também incluem a proibição de reuniões de famílias mistas em horários específicos.

Mariano Juan, do Consell, disse ao Dario de Ibiza: “[As festas ilegais] não são apenas uma questão de ordem pública, como sempre foi, mas agora representam um risco óbvio para a saúde das pessoas. A própria polícia diz que é difícil para eles se infiltrarem, pois não são conhecidos pelos habitantes locais. Portanto, temos que procurar ajuda do lado de fora.”

No início deste mês, o órgão organizacional espanhol Ocio de Ibiza anunciou que iria proibir qualquer DJ e artista que tocasse em festas ilegais nos principais clubs de Ibiza.

A maioria das festas ocorre em espaços privados, como casas e terrenos alugados, sobrecarregando a polícia à medida que se tornam um “problema endêmico”, de acordo com José Luis Benítez, do Ocio de Ibiza.

A continuidade das festas ilegais sem nenhum teste ou restrição está impedindo a reabertura oficial dos clubs em White Isle, à medida que a polícia começa a reprimir, trazendo forças externas.

“Não é fácil porque o perfil que procuramos é de estrangeiros entre 30 e 40 anos, mas estamos trabalhando nisso há duas semanas”, disse Juan ao Dario de Ibiza. “Não tenho dúvidas de que estará funcionando neste verão… é uma necessidade para salvaguardar a situação de saúde em Ibiza.”

[ Via Dario de Ibiza, Mixmag ]

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui