Tokka acontece neste sábado, confira 5 curiosidades sobre a festa LGBTQIA+ de música eletrônica

Com ingressos esgotados há uma semana de seu retorno a São Paulo, a TOKKA é uma das maiores labels de entretenimento do mercado LGBTQIA+ do Brasil. Com um padrão de qualidade impecável, a festa preza por propiciar experiências seguras a essa comunidade, levando também diferentes sonoridades da música eletrônica em um espaço de liberdade. 

Com início em 2017, já foram realizadas 11 edições da festa, que passou de 250 pessoas para 4 mil em apenas dois anos! Confira agora cinco curiosidades sobre a label party LGBTQIA+ mais querida do país:

1 – A TOKKA é produzida pela agências Haute e efeito, que fazem parte do Grupo UMAUMA. Para quem desconhece, a UMAUMA é um dos maiores players de entretenimento da América do Sul e tem em seu portfólio eventos como Réveillon de Trancoso, Réveillon de Milagres, Réveillon de Angra, Churrascada, Carnaval na Cidade, Budweiser Basement, Baile do Dennis, Music Motion, Sunrise e muitos outros.

2 – Mesmo em tão pouco tempo, o projeto deu tão certo que se expandiu para várias cidades do país. Além de São Paulo, onde o evento nasceu, ele já percorreu Campinas (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG) e Florianópolis (SC) durante o TOKKA Tropical Tour. Além disso, este ano a label party já tem data para retornar a São Paulo (6/11) e ao Rio de Janeiro (13/11), e para estrear no Ceará (29/12).

3 – Internacional que fala, né? A TOKKA já teve também uma edição europeia. Em 24 de janeiro de 2020, a festa rolou em Lisboa, organizada pela filial da Agência Haute em Portugal. No Village Underground, o som ficou por conta dos DJs Afonso Peixoto, Mariño, Philipi e das brasileiras Victoria Pardell e Alexxia.

4 – A festa também já virou festival. Em 22 de junho de 2019, durante o feriado Pride, sob o tema “Conecte-se ao novo mundo”, o TOKKA Festival ocorreu em São Paulo, com dois palcos: o mainstage – passando por lá: Joy Corporation,  Salk, Alex Bonno & Babi DJ, Ricardo Goii, Lucas Rios e Luan Poffo -, e o palco TRÍADE –  que contou com Marina Dias, Trepanado, Windy City Classics, Lucas Rios B2B Kovec e Rafael Cancian. Além dos artistas, contou com estação de sustentabilidade que realizou a coleta e separação do lixo, villa gourmet com food trucks e backstage assinado pela Chilli Beans. 

5 – Além de abranger a comunidade LGBTQIA+, a TOKKA está empenhada em levar cada vez mais qualidade para a experiência e para a cadeia de produção com impactos positivos. A próxima edição em novembro de 2021, em São Paulo, receberá drags, pessoas pretas, equipe de produção trans, eco copos (que evitarão o uso de mais de 10 mil copos descartáveis), camiseta de produção feita de garrafa pet reciclada e uma estratégia de protocolos de segurança.

[Via Assessoria de Imprensa]

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui