Florian Schneider, co-fundador do Kraftwerk e “papa” da música eletrônica, morre aos 73 anos

Ele sofria de câncer. Grupo alemão foi pioneiro na música eletrônica e influenciou gerações de músicos de vários gêneros.

O co-fundador do Kraftwerk, Ralf Hütter, que confirmou (via Billboard), a “notícia muito triste de que seu amigo e companheiro por muitas décadas, Florian Schneider, faleceu após uma curta doença de câncer apenas alguns dias após o seu aniversário de 73 anos.”

Florian comemorou o aniversário no último dia 07 de Abril.

Os dois começaram o grupo em 1970 e, durante o tempo de Schneider no projeto, o Kraftwerk lançou dez álbuns com muito sucesso, sendo que sete deles foram exibidos na Billboard 200. Sua habilidade musical variou de sintetizador a vocoder, flauta, sax e mais – e ele também fez um trabalho vocal.

Antes do ataque do coronavírus, o Kraftwerk estava planejando voltar com uma turnê do 50º aniversário, com seus visuais em 3D, robótica e grandes sucessos. No entanto, os shows foram cancelados devido ao surto em andamento.

- Publicidade -

A dance music perdeu uma verdadeira lenda e pioneira em Florian Schneider. Descanse em paz.

Relembre abaixo o videoclipe do hit imortalizado do Kraftwerk – Musique Non Stop