Evento na Flórida cobra 18 dólares para vacinados e 999 dólares para “não vacinados”

Esse experimento de preços pode incentivar alguns clientes a buscar imunidade no curto prazo imediato, mas a ordem executiva futura da Flórida pode impedi-lo de funcionar nos meses subsequentes.

Embora o governo da Flórida tenha agido para proibir os passaportes de vacinas, um promoter encontrou uma maneira inteligente de fornecer aos frequentadores um incentivo extra para serem vacinados.

A banda de pop punk Teenage Bottlerocket se apresentará no VFW de São Petersburgo no final de junho. O promoter do evento quer incentivar os participantes a se vacinarem e está oferecendo um desconto de US $ 981 (cerca de 5 mil reais) nos ingressos para os que o fizerem.

Isso significa que clientes vacinados que podem comprovar terão permissão para comprar um ingresso de US $ 18 (cerca de 90 reais), enquanto clientes não vacinados pagarão US $ 999 (cerca de 5 mil reais). 

Teenage Bottlerocket aceitou a ideia depois que o promoter, Paul Williams, comparou essa configuração a empresas como Krispy Kreme, que oferecia produtos gratuitos mediante prova de vacinação, ou lojas como Target, que oferecia cupons para clientes vacinados.

É uma ideia que funcionará a curto prazo, mas, como  observa a CNN, a ordem executiva do governador Ron DeSantis proibindo os passaportes de vacinas entra em vigor em 1º de julho, efetivamente abrindo o potencial para as empresas serem multadas em US $ 5.000 (cerca de 25 mil reais) toda vez que tentarem verificar a situação de vacinação de seus patronos.

Williams diz que os ingressos provenientes comprados na faixa de preço de US $ 999 (cerca de 5 mil reais) irão diretamente para o Teenage Bottlerocket. 

[Via CNN, EDM.com]

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui