Primeiro álbum gravado por uma ‘bebê ainda no útero’ será lançado em breve; entenda

Muitos dos artistas que estimamos hoje começaram sua jornada na música desde cedo. Muitos DJs começaram a fazer sucesso ainda adolescentes, e com a modernização e digitalização da música, os prodígios vão se revelando cada vez mais cedo.

A artista que hoje apresentamos gravou seu álbum de estreia ainda no ventre de sua mãe, tornando-se oficialmente a primeira produtora ainda não nascida da indústria. ‘Sounds Of The Unborn‘ (Sons do Nascituro, em português) é o nome do primeiro álbum gravado por uma bebê que ainda não nasceu e deve ser lançado no dia 2 de abril, pela Sacred Bones. Este é o álbum de estreia de Luca Yupanqui e vem atraindo muita curiosidade de todos os fãs de música.

Esta criança talentosa é filha dos músicos Elizabeth Hart da banda experimental de psych-rock Psychic Ills e Iván Dias Mathé, que trabalhou com Lee ‘Scratch’ Perry e outros. O casal formou recentemente a banda Tierra Del Fuego e agora também sua filha bebê está lançando um álbum por conta própria. A obra-prima de Luca Yupanqui foi gravada durante uma sessão de meditação conjunta de cinco horas, usando a biosonic MIDI technology, uma técnica moderna e muito interessante.

Como funciona? Esta tecnologia traduz os movimentos do bebê no útero em som. Para o processo de gravação, o dispositivo foi conectado ao estômago de Elizabeth Hart, transcrevendo as vibrações para os sintetizadores de Mathé. O casal então editou e mixou os sons resultantes das sessões para dar vida ao álbum. Nesse processo, eles tentaram ser o mais não intrusivos possível e deixar a criatividade do bebê dominar. De acordo com um comunicado, eles queriam permitir:

A mensagem de Luca deve existir em sua forma bruta (…) É da natureza humana se perguntar como é a vida dentro da consciência de outro ser humano. Como é? Como isso soa? Todas essas perguntas se tornaram mais fortes e importantes para Elizabeth e Iván enquanto esperavam a vinda de Luca ao mundo (…) A certa altura as perguntas se transformaram: O que ela diria se pudesse falar? Como ela reagiria ao mundo exterior? E, no final das contas, que tipo de música ela tocaria se pudesse? Este álbum é uma tentativa de responder a essas perguntas.’

Luca Yupanqui com seus pais Elizabeth Hart e Iván Diaz Mathé CRÉDITO: Imprensa

‘Sounds Of The Unborn’ agora está disponível para pré-encomenda no Sacred Bones e a gravadora também está vendendo o MIDI Biodata Sonification System, para todos aqueles interessados ​​em produzir música feita por seus bebês em gestação.

Aparentemente, Luca aprecia o trabalho que ela fez antes de nascer e, conforme relatado pelo The Guardian:

‘Ela arregalava os olhos e encarava os pais, aparentemente reconhecendo seus próprios sons do útero, sabendo que eles estavam revisitando os rituais que os uniam.’

A primeira faixa do álbum já pode ser ouvida e vem com um vídeo dos pais de Luca, conforme explica o pai Mathé:

‘Fizemos algumas filmagens em Super 8 durante as sessões de gravação e depois nos juntamos à artista Victoria Keddie porque amamos sua abordagem e estética. Ela processou o filme com equipamento analógico e criou uma viagem visual que resume o que sentimos ao criar este álbum’

Dê uma olhada abaixo em ‘V4.3 pt. 2, o primeiro single de ‘Sounds of the Unborn’:

[ Via We Rave You ]

Foto da capa: HipWallpaper.

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui