FESTIVAL ARTI: 2 dias de celebração à cultura negra e LGBTQIA+

FESTIVAL ARTI: 2 dias de celebração à cultura negra e LGBTQIA+ dos Coletivos Afrobapho e MARSHA!

Patrocinado pela Natura Musical, projeto será transmitido online, pelo YouTube, nos dias 10 e 11 de dezembro. Shows de Deize Tigrona, Badsista e Danna Lisboa estão entre os destaques.

Em novembro, os coletivos MARSHA! e AFROBAPHO produziram o CIRCUITO ARTI (Autonomia, Restituição, Transformação e Interação), oferecendo cursos de formação e qualificação profissional nas áreas de gestão e empreendedorismo cultural, produção e direção artística, além de podcasts e oficinas de saberes. Celebrando o sucesso do projeto, o Festival ARTI vem para concluir as atividades com shows, performances e DJ Sets diretamente do clássico Teatro Oficina.

“O futuro que queremos construir é coletivo. Ele passa por momentos de tensão, mas, com a música e outras artes, somos capazes de chegar a um lugar comum, respeitando a diversidade. Os artistas, bandas e ações de fomento à cena, selecionados por Natura Musical, trazem a mensagem de que o futuro pode ser mais bonito com a arte e com o envolvimento de cada um de nós”, afirma Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding.

Ao todo serão dois dias de Festival no formato híbrido com público presencial reduzido, formado por convidados, e transmissão online a partir das 18h, através do canal oficial do YouTube da MARSHA!

Conectando artistas negros e LGBTQIA+ da cena artística de Salvador e São Paulo, a programação se estende com gastronomia, ações de sustentabilidade e demais atrações que prometem uma experiência única também pra quem irá acompanhar de casa.

No dia 10/12, sexta-feira, Deize Tigrona, Danna Lisboa, DJ Lohanny, Afrobapho Dance, DJ Tia Carol, Juju ZL, DJ Paulilo e show inédito da Badsista, que recém lançou o seu álbum de estreia ‘’Gueto Elegance’’, assumem o line-up com apresentação de Aretha Sadick. Em seguida, dia 11/12, sábado, será a vez das Irmãs de Pau, Vittor Adél, DICERQUEIRA, As Mambas, Sanni Est, Evehive, House Of Zion, Malayka, Kaiakan e Teodoro, com apresentação de Aretha Sadick e Nathan Santos. Para quem estiver em São Paulo, o fervo continua com um after no Aparelha Luzia, Quilombo Urbano da Deputada Erica Malunguinho. 

O CIRCUITO ARTI é um dos contemplados pelo Edital Natura Musical 2020, ao lado de nomes como Linn da Quebrada, Bia Ferreira, Juçara Marçal, Kunumi MC e Rico Dalasam. Ao longo dos 16 anos, a plataforma já ofereceu recursos para mais de 140 projetos no âmbito nacional, como Lia de Itamaracá, Mariana Aydar, Emicida, Jards Macalé e Elza Soares.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

10/12 (sexta-feira)

18h – DJ Tia Carol e performance de Juju ZL

19h – DJ Paulilo (Paulilo Paredão)

19h45 – DJ Lohanny e performance AFROBAPHO DANCE 

20h30 – Badsista

21h15 – Danna Lisboa

22h – Deize Tigrona 

11/12 (sábado)

18h – DJ Malayla SN e performance de Teodoro e Kaiakan

19h – DJ Evehive e performance de House of Zion

19h45 – Perfoset de Sanni Est

20h30 – Irmãs de Pau

21h15 – DICERQUEIRA, Vittor Adél e As Mambas (AFROBAPHO)

22h – Atração surpresa

SOBRE NATURA MUSICAL

Natura Musical é a plataforma de cultura da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu cerca de R$ 174,5 milhões no patrocínio de mais de 518 projetos – entre trabalhos de grandes nomes da música brasileira, lançamento e consolidação de novos artistas e projetos de fomento à cenas e impacto social positivo. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do País e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2020, o edital do Natura Musical selecionou 43 projetos em todo o Brasil e promoveu mais de 300 produtos e experiências musicais, entre lançamentos de álbuns, clipes, festivais digitais, oficinas e conferências. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com uma programação contínua de lives, performances, bate-papos e conteúdos exclusivos, agora digitalmente. 

SOBRE O COLETIVO AFROBAPHO

O Afrobapho é um coletivo baiano formado por jovens negros LGBTIA+ das periferias de Salvador, que utilizam as artes integradas como ferramenta de mobilização e sensibilização social. Surgiu em novembro de 2015, como uma plataforma de ação coletiva que produz narrativas criativas para falar sobre questões sociais e direitos humanos. Através da dança, música, produções audiovisuais e performances artísticas,   

aborda numa perspectiva antirracista, questões de estética, dissidências de sexualidade e gênero, que confrontam o padrão heteronormativo da sociedade. O Afrobapho é uma narrativa potente que se manifesta através de corpos dissidentes, que por muitas vezes foram excluídos, violentados e silenciados.

SOBRE A COLEYIVIDADE MARSHA!

A MARSHA! é uma coletividade sociocultural de produção artístico-pedagógica, intelectual, afetiva e política composta por pessoas trans e travestis, atuante desde 2018 na cidade de São Paulo, construindo e promovendo ações afirmativas em prol da reintegração social, cidadania plena, prosperidade e restituição das humanidades da população Transgênera.  O coletivo tem realizado Festivais Online como estratégia de sobrevivência frente a pandemia do Covid-19, gerando renda e subsídio entre a comunidade LGBTQIA+.

SERVIÇO

FESTIVAL ARTI 

Quando: 10 e 11 de dezembro 

Quanto: Gratuito

Onde: Transmissão online, no YouTube, diretamente do Teatro Oficina | https://youtube.com/c/ColetividadeMARSHA

[Via Assessoria de Imprensa]

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui