Estreia: A produtora de techno espanhola Indira Paganotto retorna à Octopus Recordings com o EP “Death Valley”

Após sua estreia na gravadora Octopus Recordings aclamada pela crítica com o imenso EP Anaconda em 2019, a imparável especialista em techno espanhola Indira Paganotto agora retorna ao estimado selo de Los Angeles com seu novo EP do segundo ano, Death Valley

Já disponível através da florescente subsidiária Octopus Warehouse Series da gravadora, o mais recente pacote de quatro partes da Indira é outra classe master excepcional no escuro, conduzindo o techno e vem completo com dois remixes contundentes do produtor japonês SUDO e do forte da indústria italiana Maxie Devine.

Linhas de baixo fortes, uma enxurrada de sintetizadores rave implacáveis ​​e ritmos frenéticos inflamam o EP, enquanto a formidável chefe da label Phase Insane nos leva a uma jornada intensa no pico do tempo através da implacável faixa-título Death Valley. Em seguida, baixo incessante e samples industriais penetrantes continuam na segunda oferta original de Indira, Alaska, enquanto Paganotto continua a demonstrar por que ela acumulou uma reputação tão forte como um dos sons mais prolíficos e promissores do techno underground.

Recém-saído de seu contundente EP Kobe (com Hito) na Kuukou Records de Simina Grigoriu, SUDO é o primeiro a se preparar para as tarefas de remix, enquanto oferece uma versão impressionante da abertura implacável de Paganotto, antes de Maxie Devine entregar sua interpretação enfática de Alaska para encerrar outro EP notável na série Octopus Warehouse.

Indira Paganotto – Foto divulgação.

Mais sobre Indira Paganotto

Nascida em 1992, Indira Paganotto é atualmente uma das mais talentosas produtoras de música eletrônica nacional. Indira teve uma educação musical eclética. Seu pai foi DJ em Goa, Índia, nos anos 90 e foi sua referência musical desde pequena. Sua coleção de acid house, goa trance, jazz e rock psicodélico era a biblioteca perfeita para o jovem artista italo-canário.

Aos 16 anos ela se interessou pelos discos de vinil que encontrou na coleção de seu pai e começou a discotecar em clubs da ilha. No ano seguinte, Ian Pooley a contratou para sua gravadora e ela lançou seu primeiro vinil, “Underground Love”, com colaborações de Jef K Gwen Maze, G-Room e Ian Pooley.

Indira lançou seu segundo vinil em 2014 via Pooledmusic, chamado “Time out Man”. Ela passou a tocar em alguns dos melhores clubs e festivais do mundo, como Lollapalooza Festival (Argentina), Eyeife Festival (Cuba), Fusion Festival (Berlim), Tribal Gathering Festival (Panamá), Daydream Festival, Rex Club (Paris ), Egg Club (Londres), Harry Klein (Munique), Gare Porto (Portugal), Fabrik (Madrid) e muito mais.

- Publicidade -

Os sets de Indira são cheios de groove e vigor. Ela se baseia em elementos de todos os gêneros, incluindo psicoprogressivo, minimalista e techno, sem medo de misturar gêneros ou estilos, sempre usando toques de ácido orgânico que lembram sua herança musical. Esse ecletismo energético se tornou seu som principal, junto com seu sorriso constante.

2019 foi um ano prolífico para Indira. Ela lançou um EP sólido chamado Number on Octopus Recordings, seguido por duas faixas em sua própria Octopus Recordings Compilation. No final de 2020 ela lançará seu próprio selo de vinil, Phase Insane Records, onde a primeira referência será um lançamento em colaboração com Unkle Fon, completo com remixes de Flug e Ricardo Garduno.

Falando sobre o lançamento, Indira Paganotto comentou:

“Alaska é um EP muito especial para mim porque foi criado em quarentena, com muitas mudanças de humor refletidas em cada faixa. ‘Death Valley’ é Goa pura – energia épica e melodias que o fazem entrar em transe como se estivesse em um festival ao ar livre ao pôr do sol com uma tempestade de areia. E ‘Alaska’ foi criado para o club. Sons escuros e vozes poderosas que te fazem calar a boca e mexer as pernas! Também tive o grande prazer de ter dois remixes maravilhosos de SUDO e Maxie Devine que completam este EP e o tornam tão especial para mim. Espero que você goste.”

Ouça a estreia exclusiva da faixa-título “Death Valley” de Indira Paganotto pela Octopus Recordings abaixo:

Indira Paganotto – Death Valley EP (incluindo remixes de SUDO e Maxie Devine) já foi lançado pela Octopus Warehouse Series.

Conecte-se com Indira Paganotto: Facebook | Instagram | Soundcloud | YouTube | Beatport