Pernambuco terá o Primeiro Festival de Pole Dance

Pioneira da dança do poste realiza evento em Recife.

Alexandra Valença, a pioneira do pole dance no Brasil, realiza, no dia 15 de dezembro, o 1º Festival de Pole Dance em Pernambuco. O evento acontecerá no Club Metrópole, que estará todo adaptado para abrigar o espetáculo. É a primeira vez que o estado recebe um festival deste gênero da dança, que em 2017 foi reconhecida pela GAISF (The Global Association of International Sports Federation) como prática esportiva. Considerada a Rainha do Pole Dance do Brasil, a pernambucana Alexandra Valença comemora, com este evento, o aniversário de um ano do seu estúdio de dança do Recife. Dentre as dançarinas participantes, há tanto estreantes quanto praticantes mais experientes, todas mentoradas pela precursora. 

Praticante de diversas modalidades do pole dance desde 2005, Alexandra escolheu o Club Metrópole para realizar o I Festival de Pole Dance por ter sido o primeiro local onde ela se apresentou no Recife e faz algumas de suas performances até hoje. “Coloquei uma barra na pista de dança em homenagem a ela. E quando Alexandra não está se apresentando, todo mundo pode brincar no pole da Metro durante as baladas. É uma sensação”, conta a proprietária do club, Maria do Céu. Uma das produtoras do festival, Marcolem Nascimento, revela que será montada uma estrutura especial, com box struss metalizado e três barras verticais para as exibições das pole dancers”. O espaço ganha ainda iluminação especial para o espetáculo, que contará com 14 performances envolvendo 20 dançarinas. A realizadora Alexandra Valença apresentará o festival ao lado da comunicadora e DJ Adriana Pax, que também cuida de toda a parte musical. 

“Vivemos hoje um momento muito positivo para o pole, tanto no reconhecimento dos benefícios para a saúde quanto no sentido de revisar padrões. O festival contará com participação de mulheres de diferentes idades e corpos, livres de estereótipos e preconceitos”, conta a idealizadora do evento. Dançarina desde os sete anos de idade e com uma bagagem que inclui renomadas (os) mestres (as) em diversos estilos de dança, foi no pole dance que Alexandra Valença verdadeiramente obteve destaque. A pole dancer já foi notícia em grandes jornais do Brasil e do Mundo, foi entrevistada no Programa de Jô Soares, Ana Maria Braga e muitos outros televisivos pelo Brasil.

A dançarina iniciou sua carreira no pole dance desenvolvendo suas técnicas em árvores e postes de sinalização de São Paulo (o que hoje chamamos de pole street), pois na época não existiam barras profissionais no Brasil. Além do seu empenho particular, Alexandra fez duas especializações na Europa e sua carreira explodiu no Brasil após ser contratada pela TV Globo. Foi professora de várias atrizes famosas como Flávia Alessandra (no papel de Alzira, da novela Duas Caras), Letícia Spiller Juliana Knust entre outras. Em 2008, foi destaque na escola de samba Águia de Ouro, foi assistente de palco do programa MTV Sem Vergonha, presidiu a ”Associação Brasileira de Pole Dance” e foi jurada em competições. Ainda hoje Alexandra Valença tem lutado para que o pole dance seja desmistificado e aconteça livre de preconceitos em todas as suas possibilidades. 

Uma modalidade que mistura dança, arte circense, esporte, forma de expressão, autoestima e o desenvolvimento da consciência corporal, o pole dance é uma atividade completa. Se proveniente do famoso Mastro Chinês, vertical e emborrachado, que aparecia nos circos antigos dos anos 1000 d.C. na China, se originário do Mallakhamb, uma antiga competição que testa reflexo, concentração, resistência em volta de um poste de madeira muito comum até hoje na Índia, ou se oriundo das danças exóticas nos cabarés de fins do século XIX nos Estados Unidos e Canadá, ainda pouco sabemos. O pole dance não apenas desperta a atenção como exercício físico, mas possibilita uma agenda de pesquisa relativa ao corpo da mulher, à discussão da relação gênero/sexualidade mediante uma atividade não convencional, e à supersexualização de corpos na cultura do consumo. Longe da vulgaridade que muitas vezes lhe é atribuída, o pole dance tem conquistado cada vez mais praticantes. Há uma série de benefícios físicos, terapêuticos e contribui para a autoestima das pessoas que o praticam. Muitos artistas pop tem contribuído para a popularização da prática, exibindo habilidades em clipes como Britney Spears, Jennifer Lopez e mais recentemente o rapper Lil Nas X, mostrando que o pole dance não tem gênero.

Serviço:

Data – 15 de dezembro de 2021, quarta-feira.
Hora – 19:30h
Local – Club Metrópole, Av. Manoel Borba, 693, Soledade.
Ingresso – R$ 30,00 antecipado (via whatsapp 81 999293108) ou na bilheteria (sujeito à alteração de valor)
Instagram – @polestudioalexandravalenca, @alexandravalencapole

[Via Assessoria de Imprensa]

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui