Reino Unido anuncia multa de mais de R$ 45 mil para participantes de festas ilegais em suas casas

A ministra do Interior, Priti Patel, anunciou novas multas de £ 800 (cerca de R$ 6 mil), a partir da próxima semana para qualquer pessoa que participe de uma festa ilegal em casa com mais de 15 pessoas

A ministra disse que a multa vai dobrar para cada reincidência até um nível máximo de £ 6.400 (cerca de R$ 47 mil). O Reino Unido continua sua repressão agressiva a todas as atividades, para conter a disseminação do COVID19. A partir de agora, qualquer evento com mais de 15 pessoas em propriedade privada será considerado uma festa em casa e os participantes pagam uma multa de £ 800 (cerca de R$ 6 mil).

A disseminação da COVID-19 no Reino Unido não diminuiu, apesar da chegada da vacina e apesar dos decretos cada vez mais draconianos que estão sendo proferidos. O Glastonbury já anunciou que o Festival de Glastonbury deste ano não acontecerá. Além disso, o governo está perseguindo intensamente raves ilegais e festas em casa. A medida mais recente é a introdução de uma multa de £ 800 para qualquer pessoa que participe de uma festa em casa com mais de 15 pessoas. A multa vai entrar em vigor na Inglaterra a partir da próxima semana.

A ministra do Interior, Priti Patel, denunciou em entrevista coletiva nesta quinta-feira que “uma pequena minoria se recusa” a respeitar as restrições e anunciou um endurecimento das sanções.

Priti Patel durante a coletiva de imprensa no 10 Downing Street.

“Na próxima semana vamos introduzir uma nova multa de 800 libras (cerca de R$ 6 mil) para participantes de festas privadas, que será duplicada para cada reincidência até um máximo de 6.400 libras”, disse ela.

Essas sanções serão aplicadas aos participantes de reuniões com mais de 15 pessoas em local privado.

“Esse comportamento irresponsável é uma grande ameaça à saúde pública. Não só para os presentes nesses eventos, mas também para nossos formidáveis policiais que intervêm para impedi-los”, disse Patel.

Em dois dias, a polícia de Londres aplicou mais de 140 multas, totalizando 39 mil libras (mais de R$ 285 mil), por violações das regras de confinamento, incluindo uma festa com 40 pessoas em uma casa no bairro de Brick Lane.

O governo de Boris Johnson, amplamente criticado por suas políticas erráticas contra o coronavírus, concentra sua estratégia em uma campanha de vacinação em massa.

Quase cinco milhões de pessoas receberam a primeira dose das vacinas desenvolvidas pela AstraZeneca/Oxford e Pfizer/BioNTech e 464.036 já tomaram a segunda, segundo dados oficiais divulgados nesta quinta-feira.

Patel também condenou a desinformação sobre vacinas, “especialmente mensagens dirigidas a pessoas de minorias étnicas”, depois que um estudo mostrou que esses grupos são mais relutantes em se vacinar do que o resto da população.

“Essa vacina é segura para todos, vai proteger você e sua família. É nossa melhor chance de derrotar esse vírus”, disse a ministra.

Raves ilegais e festas em casa na Europa e no Reino Unido

Martin Hewitt revelou que 250 avisos de penalidade fixa (FPNs) foram emitidos para pessoas que organizavam grandes encontros do final de agosto até 17 de janeiro. Esses FPNs podem custar até £ 10.000 (cerca de R$ 74.800 mil) para qualquer coisa considerada uma reunião ilegal e surgiu pela primeira vez como uma repressão às raves ilegais que aconteciam no Reino Unido. Embora a maioria da população esteja agindo com responsabilidade, sempre há uma ovelha negra.

Raves ilegais continuam em toda a Europa, à medida que mais e mais setores da sociedade são bloqueados pelos poderes constituídos. No início deste ano, a polícia teve que fechar uma rave de 2.500 pessoas na França.

Com informações: EDMTUNES.

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui