Daft Punk anuncia separação após 28 anos; assista o vídeo de despedida

Poucas semanas depois que a comunidade da dance music pensou que Daft Punk poderia aparecer no show do intervalo do Super Bowl, recebemos notícias totalmente opostas. Esta manhã, Daft Punk anunciou que eles se separaram.

A dupla parisiense, considerada uma das mais influentes da cena eletrônica de todos os tempos, confirmou a notícia em um vídeo de oito minutos chamado ‘Epilogue’ (“epílogo”, em português) – que apresenta cenas de seu filme de ficção científica de 2006, Electroma.

O vídeo mostra a dupla – Thomas Bangalter e Guy-Manuel de Homem-Christo – caminhando pelo deserto com seus reconhecíveis capacetes da era espacial e jaquetas de couro.

Ele chega a uma conclusão dramática quando um dos membros eventualmente toca um botão que resulta em sua explosão, antes que o clipe desapareça.

Uma versão coral da música ‘Touch’ de 2013 do grupo é subsequentemente ouvida enquanto um cartão subsequente mostra as mãos robóticas de Homem-Christo e Bangalter em seus respectivos trajes, ao lado das datas ‘1993-2021’.

Motivo da separação?

Questionado se Daft Punk não existia mais, sua assessora de longa data Kathryn Frazier confirmou a notícia, mas não deu motivos para o rompimento.

Como relata o Pitchfork, sua publicitária de longa data Kathryn Frazier confirmou oficialmente a separação. Seu motivo para encerrar o dia ainda não foi confirmado.

Seu álbum de estreia, ‘Homework’ de 1997, gerou faixas como ‘Around the World’ e ‘Da Funk’ e permitiu à dupla desenvolver o som do house francês no cenário internacional.

Mas quando eles voltaram quatro anos depois com ‘Discovery’ de 2001, a dupla se tornou conhecida por suas agora icônicas exibições de anonimato, aparecendo em público por trás das máscaras de robô que se tornariam sinônimos de sua imagem misteriosa.

O álbum, que incluiu faixas como ‘One More Time’ e ‘Harder, Better, Faster, Stronger’, também confirmou seu status como dois dos produtores mais requisitados do mundo.

Seu álbum mais recente veio em 2013 com ‘Random Access Memories’, que gerou faixas como a colaboração de Pharrell Williams ‘Get Lucky’ e lhes rendeu o Álbum do Ano no Grammy de 2014.

Eles também marcaram seis singles no top 10 nas paradas do Reino Unido, incluindo ‘Around The World’ e ‘One More Time’.

A dupla manteve um perfil relativamente baixo nos anos antes de sua separação, mas surgiu uma última vez em 2016 para colaborar com The Weeknd em duas faixas – ‘Starboy’ e ‘I Feel It Coming’.

Sua apresentação final veio em 2017, quando eles se juntaram ao The Weeknd para tocar a última faixa no Grammy.

Nem é preciso dizer que isso vai causar uma tempestade na comunidade da dance music, já que Daft Punk inspirou toda a gama de DJs que conhecemos e amamos hoje. Vamos mantê-lo atualizado à medida que esta história se desenvolve.

[ Via NME ]

Foto da capa: Daft Punk – Facebook.

0 0 vote
Avaliação do artigo
Inscrever-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Opiniões em linha
Ver todos os comentários