O avanço do som underground em São Paulo e os artistas referências do gênero que passaram pelo Ame Club

Nastia b2b Daria Kolosova no AME Clube - Foto: Natali Hernandes.

Em 2018 e 2019, vimos um aumento considerável do número de eventos underground em São Paulo, com diversas edições de festivais gringos, como o Time Warp, DGTL e Dekmantel, e também o crescimento das labels brasileiras como GopTun, Capslock, Warung Tour SP, Ressonancia, entre muitas outras. O Ame Club abriu as portas dentro desse movimento e se consolidou como um dos polos underground do país, trazendo em suas 21 aberturas os maiores nomes nacionais e internacionais do House, Techno e suas subvertentes.

Foto reprodução/AME Club.

Durante os 15 meses em que o Ame Club abriu suas portas antes da pandemia, desde seu debut em novembro de 2018 até o Ame Laroc Festival de 2020, passaram pela casa mais de 40 artistas brasileiros e 27 atrações internacionais. São eles:

Albuquerque – ANNA – Barja – Binaryh – Blancah – Boghosian – Coppola – Dashdot – Davis – Diogo Accioly – DJ Glen – Du Serena – Edu Poppo – Elekfantz – Eli Iwasa – Fancy Inc – Fractall – Felipe Callado – Flow & Zeo – Gabe – GopTun DJs – Gui Boratto – HNQO – Junior C – L_cio – Leo Diniz – Leo Janeiro – Mandraks – Marky – Mascaro – Morganna – Murphy – RDT – Renato Ratier – Rocksted – Rodrigo Ferrari – Sarah Stenzel – Shadow Movement – Silvio Soul – Tessuto – Victor Ruiz – Volkoder – Wehbba – ZAC

ARTBAT – Bondi – Bushwacka – CamelPhat – Claptone – D-Nox – Daria Kolosova – Dubfire – Franky Rizardo – Guy Gerber – H.O.S.H. – Hot Since 82 – Joris Voorn – Kölsch – Luciano Garrido – Marc Romboy – Marco Carola –  Matador – Meduza – Mees Salomé – Melanie Ribbe – Nastia – OXIA – Patrice Bäumel – Pete Tong – Seth Troxler – TolinchiLove – wAFF

Todos esses nomes fizeram do Ame Club uma das referências do underground no Brasil e consolidaram o nome do clube na cena nacional. Os sócios fundadores Fauze Abdouch e Silvio Soul visitaram clubes pela Europa e estiveram presentes no Amsterdam Dance Event para se inspirar e criar todo o storytelling do Ame, desenvolvendo algo único e de vanguarda em Valinhos, São Paulo.

Claptone – Foto Reprodução/AME Club.

A noite mais memorável da casa, por incrível que pareça, foi sua última noite de abertura pré-pandemia, a segunda-feira de Carnaval do Ame Laroc Festival 2020, com ARTBAT, Joris Voorn, Gabe e Mees Salomé, com mais de 3.600 pessoas presentes entre a pista e o backstage do clube. Quem frequentou a edição sabe a qualidade sonora que esta noite apresentou aos fãs de música eletrônica. Seguimos todos ansiosos para o real retorno, para que o Ame Club possa continuar essa história maravilhosa que vinha criando.

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui