França permite o retorno de shows ao vivo para até 5.000 pessoas sem distanciamento social

Exceto para áreas consideradas “zonas vermelhas” para espalhar o coronavírus

A França agora está permitindo shows e eventos internos após o bloqueio do coronavírus (COVID-19).

De acordo com relatórios, o distanciamento social não é necessário enquanto a capacidade permanecer abaixo de 5.000 pessoas. Isso significa que a França é o primeiro grande mercado musical a pressionar pelo retorno dos shows ao vivo. Apesar de acabar com o distanciamento social, as máscaras e os assentos continuarão sendo obrigatórios.

Existem exceções para as áreas consideradas “zonas vermelhas” para infecção – incluindo estabelecimentos em Paris, Lyon e nas áreas de Bouches-du-Rhône e Gironde.

- Publicidade -

O primeiro-ministro Jean Castex disse: “Eu digo ao povo francês, vá ao cinema, vá ao teatro – você não arrisca nada”.

A ministra da cultura da França, Roselyne Bachelot, confirmou a “eliminação do distanciamento e do uso contínuo de máscara, exceto nas zonas vermelhas”, por meio de tweet.

Enquanto isso, grandes eventos de mais de 5.000 ficarão proibidos até novembro.

O país também anunciou um pacote de recuperação de 2 bilhões de Euros voltado para a cultura.

Com informações: YourEDM, Mixmag.