Club de Londres quer proibir fotos e vídeos durante os shows

De volta às origens? “Curta o momento e guarde o telefone, aproveite a noite.”

Após mais de um ano no isolamento, o lendário club de Londres “fabric” quer voltar para os valores fundamentais dos clubs noturnos.

Depois que a equipe por trás do fabric anunciou a proibição de fotos e vídeos em shows, pedindo aos participantes que “curtam o momento”, agora é provável que você nunca mais receba uma ‘DM de um vídeo do club com um som abafado’ do celular de alguém direto da pista do icônico club underground londrino.

fabric é o lar de Londres para a música underground, sempre com o objetivo de criar um sentimento de auto-expressão na pista de dança. Conforme nos aproximamos da reabertura, estamos introduzindo uma política rígida de proibição de fotos e vídeos no club. Curta o momento e deixe seu celular de lado, aproveite a noite.

Tradução DJane Mag Staff.

O anúncio foi recebido com consentimento e frustração. “Não me diga como ‘ficar no momento'”, reclamou um fã. “E se eu quiser a liberdade de tirar algumas fotos e me expressar com elas?”

“Ótima decisão”, escreveu outro. “A tecnologia é incrível, mas deixe-a no seu bolso durante a dança.”

Apesar do atraso de quatro semanas das restrições de bloqueio por parte do governo do Reino Unido, tempos emocionantes parecem estar à frente para o fabric.

Os organizadores anunciaram recentemente as datas reprogramadas do club para o fim de semana de reabertura, que será realizado de 23 a 25 de julho. Eles estão prontos para receber uma série de DJs de renomes para apresentações, incluindo Amelie Lens, Jamie Jones, Miss Kittin, Maya Jane Coles, Nina Kraviz, Sasha, Kevin Saunderson e TSHA, entre muitos outros. O local também será a co-anfitriã de dois eventos como parte do Pitchfork Music Festival de novembro.

Especialista em marketing e CEO da DJane Mag UK, a brasileira baseada em Londres, DJ Kerol Garcia, teve sua influência musical de seu pai, um DJ dos anos 80, que acabou inspirando-a a buscar uma carreira na música. Armada com uma paixão e amor pela música, um desejo de causar impacto na indústria musical, amor por viagens e objetivo de criar conexões com as pessoas através da música, Kerol mudou-se para Londres em 2006.

Comentários

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui